Paulo Freire - Biografia


Nasceu no dia 19 de setembro de 1921, na Estrada do Encanamento, no bairro Casa Amarela, em Recife, Pernambuco.  

Era de uma família de classe média. Seu pai, Joaquim Temístocles Freire, era oficial da polícia militar de Pernambuco e sua mãe, Edeltrudes Neves Freire, fazia trabalhos domésticos, bordava e tocava piano. Além de Paulo, juntos tiveram Stela, Armando e Temístocles.
Aprendeu a ler com a mãe e o pai, escrevendo, com gravetos de mangueiras, na terra da casa onde ele tinha nascido.
A crise financeira de 1929 teve uma repercussão muito forte na vida de Paulo Freire, fazendo sua família deixar a casa em Recife e partir para Jaboatão dos Guararapes, a 18 Km de Recife, tentando, em vão, fugir da pobreza.
Em Jaboatão dos Guararapes, Paulo Freire completou os primeiros anos dos seus estudos e fez-se necessária a sua ida até Recife, para que pudesse continuar estudando. Sua mãe, então viúva e responsável única pela criação dos filhos, voltou a Recife e buscou para Paulo Freire uma bolsa de estudos nos colégios da cidade, até chegar ao Colégio Osvaldo Cruz, de Aluízio Araújo.
No Colégio Osvaldo Cruz, Paulo Freire reiniciou, aos 16 anos, os estudos no 2º ano do Ginásio, o equivalente ao 7º ano do Ensino Fundamental dos dias atuais.
Começou a trabalhar na mesma escola em que estudara em Recife, o Colégio Osvaldo Cruz, dando aulas de Português. E, como professor de Português dessa escola, Paulo Freire conheceu Elza Maia Costa Oliveira, sua esposa por mais de 40 anos. Eles se casaram em 1944 e tiveram 5 filhos.  
Cursou Direito na Universidade do Recife, mas optou por não exercer a profissão. Ao invés disso, dedicou-se à alfabetização de adultos e se tornou um ícone na área da educação popular e um dos pensadores mais notáveis na história da Pedagogia mundial.
Depois da desistência da carreira em Direito, foi convidado a trabalhar no SESI de Recife e inovou as práticas de ensino, ao trazer recortes de jornal sobre assuntos peculiares como salário e greve para a discussão com os operários.
Em 1958, num congresso de educação de adultos, convocado pelo então presidente Juscelino Kubitschek, Paulo Freire apresentou sua ideia de que o analfabeto não era o problema e alfabetizar não era a solução. Para ele, o problema era a miséria da população.
Criou-se em Recife, em 1960, o MCP – Movimento de Cultura Popular – e, nesse âmbito, Paulo Freire desenvolveu o seu método de alfabetização para adultos. Como convidado do Serviço de Extensão Cultural da Universidade de Recife, sistematizou uma experiência de alfabetização, realizada em Angicos, uma pequena cidade no sertão do Rio Grande do Norte, onde 300 trabalhadores rurais foram alfabetizados em 40 horas.

Com o golpe de estado de 31 de março de 1964, Paulo Freire foi exilado e ficou fora do Brasil durante todo o regime militar. Esteve em muitos países do mundo, como Bolívia, Chile, Suíça e alguns países da África, nunca deixando de desenvolver suas ideias e de escrever seus livros.
Durante o período em que viveu no Chile, Paulo Freire publicou, em 1967, seu primeiro livro no Brasil – Educação como Prática da Liberdade.
Em 1968, Paulo Freire publicou, em várias línguas, seu livro mais conhecido – A Pedagogia do Oprimido. Esse livro foi proibido no Brasil até o ano de 1974 em razão da ditadura militar.
Por causa das boas críticas sobre o livro Educação como Prática da Liberdade, Freire foi convidado para ser professor visitante da Universidade de Harvard em 1969.
Retornou ao Brasil em 1979 e procurou revigorar e modificar suas ideias. Em 1980, filiou-se ao PT. Após a morte de Elza em 1986, viveu um período difícil e, gradativamente, voltou à vida, até que se casou com Ana Maria Araújo Freire, no momento sua orientanda no projeto de mestrado da PUC-SP.
Com a vitória do seu partido nas eleições municipais paulistas em 1988, Paulo Freire foi nomeado Secretário de Educação da cidade de São Paulo e ocupou esse cargo de 1989 até 1991. Durante esse período, Freire criou o MOVA – Movimento de Alfabetização, seu objetivo era voltado para a Educação de Jovens e Adultos.
Faleceu em 2 de maio de 1997, em São Paulo.


__________________________________________________________________________________


VÍDEO BIOGRAFIA, DA COLEÇÃO PAULO FREIRE - ATTA


Parte 1
video


Parte 2
video


Parte 3
video


Parte 4
video


REFERÊNCIAS
BIOGRAFIA. Coleção Paulo Freire. ATTA mídia e educação. 1 DVD.
http://www.paulofreire.org/. Acesso em: 15.11.11